Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

closetdaytoday

closetdaytoday

Sales and my closet

 

   Todas nós já lemos imensos artigos sobre as regras a adoptar numa ida aos saldos. Mas colocar em prática, nem sempre é possível, acabamos por ceder à tentação e à ilusão de oportunidade de uma boa compra. Este ano, decidi respeitar na íntegra as regras inerentes a uma boa ida aos saldos. Aproveitar os saldos, na verdadeira acepção da palavra, e não aproveitar um saldo que mais se assemelha a um arredondar de preço. Primeiro, organizei o meu closet, para melhor identificar o que me fazia falta, fazendo uma lista, apenas, com as peças que, de momento, me faziam falta. O passo seguinte foi fixar um limite máximo para os gastos. Voltando à lista, constatei que pouco me fazia falta. Precisa de uma saia que fosse de um tecido mais quente do que as que tinha, para me aventurar a voltar a usar uma saia nestes dias gélidos - admito que me tenho rendido às calças, e saia era algo que não vestia há umas semanas -, um gorro e umas luvas. De calçado, umas botas era o que me fazia falta.

   De tudo, o mais difícil foi escolher as botas, queria umas over the knee, mas como ainda não estou familiarizada com o modelo, decidi que queria rasas, mais fácil de elaborar um look moderno e feminino. Como disse, na publicação sobre over the knee, o seu uso requer cuidados, a barreira que separa a elegância da vulgaridade é vulnerável, basta um erro para aniquilarmos a produção. As botas rasas e não de salto são uma boa aposta para quem se quer familiarizar com o modelo. O gorro e as luvas foram fáceis de encontrar, o único requisito era que as luvas fossem de cor preta. Quanto à saia, foi paixão à primeira vista.

   O balanço final é positivo, muito positivo. Comprei, apenas, o que constava da lista, não caindo em  tentação de comprar, por exemplo, mais um vestido. Quem me conhece sabe que vestidos são a minha perdição. Arranjo sempre um motivo que, para mim, é válido para comprar mais um. Um dia mostrar-vos-ei a colecção. Quanto aos saldos, proponho-vos o desafio, cumpram as regras e verão que o resultado será positivo. Não se esqueçam, terão de ir munidas de muita paciência e um bom calçado, o “entra e sai” de loja requer cuidados prévios.

 

 

 

IMG_3281.JPG

 

 

 

IMG_3293.JPG

 

 

IMG_3307.JPG

 Fotografias: Closet day-to-day

 

SHOP

Over the knee - Suite Blanco

Gorro e luvas - Stradivarius

Saia - H&M

 

 

Tendências autumn winter 2014/2015: Botas Cuissardes #10

 

   Diz- se que “foram inventadas por volta de 1300 e eram usadas até ao final do Século XVIII exclusivamente por homens. Protegiam as calças, cujo tecido, na época, era raro e bastante caro e desgastava-se com o contato com as selas, pois o cavalo era “o” veículo da época”. Actualmente as “cuissardes” (cuisse em francês significa “coxa”) ou em inglês “over the knee” são usadas por mulheres e, quando correctamente usadas, dão ao look um toque de feminilidade, ousadia e sofisticação. Realço: quando correctamente usadas. A barreira que separa a elegância da vulgaridade é vulnerável, basta um erro para aniquilarmos a produção. Assim, quando usadas durante o dia, opte por conjugá-las com peças discretas, como por exemplo, camisolas de malha, calças, entre outras. Prefira os vestidos e as saias para a noite. Caso queira usar um vestido ou uma saia durante o dia, opte por usar um casacão ou um trench coat, o que conferirá elegância ao look. Usar peças sexy, como por exemplo, corpetes, tops, mini saias, estão completamente proibidas. Apresento-vos algumas imagens que traduzem elegância e sofisticação.

 

 

_
Lookbook 
_
_
_
Street
   Já aderiram à tendência?